Written by Roland Benedetti, Chief Product & Marketing

As estratégias de Search Engine Optimization (SEO) e Search Engine Marketing (SEM) sofréram mudanças assinaláveis nos últimos tempos. O SEO foi (e ainda é) um tópico incontornável, quase uma indústria por direito próprio dentro de nossa indústria de especialistas digitais. E, como um todo, tem-se transformado ao longo dos últimos anos. Não é ao acaso que companhias de primeiro plano como a SEOmoz mudaram de nome para MOZ - tirando o SEO do nome original. Hoje em dia, o SEO tornou-se sinónimo de optimização de conteúdos.

O SEO costumava ser um domínio muito isolado, em que a actividade se costumava centrar no ajuste de websites existentes e de conteúdos, de modo a serem facilmente descobertos e indexados pelos motores de busca. Isso, por si só, constituía uma actividade completamente independente da da típica restante equipa de desenvolvimento (designers, editores, programadores, etc).
Os magos do SEO iriam pôr os seus chapéus - por vezes os negros - e iriam criar magia, se bem que por vezes os resultados não eram de todo mágicos. Os consultores viriam, e dir-lhe-iam tudo o que precisa saber sobre SEO, fornecendo-lhe directrizes gerais sem ter em conta o seu conteúdo e a sua estratégia.

Dando Cada Vez Mais Poder aos Conteúdos

A evolução do algoritmo de pesquisa da Google for o principal catalisador das mudanças no seio da indústria SEO. A várias revisões do algoritmo - Panda (Fevereiro 2011), Penguin (Abril 2012), Hummingbird (Outubro 2013) - e os muitos outros projectos, incluindo Knowledge Graph, Google Authorship, etc, foram todos implementados com vista a tornar os resultados das pesquisas no Google mais inteligentes e relevantes. Ao ajustar constantemente o seu algoritmo, a Google conseguiu filtrar e excluir todas as coisas que são alheias à qualidade de conteúdos, e ao fazer isso, conseguiu maximizar a pura essência do próprio conteúdo. (Para os mais curiosos, esta história está disponível em mais detalhe em http://moz.com/google-algorithm-change)

Hoje, para além de alguns detalhes específicos do SEO, tornou-se claro que serão sobretudo os seus conteúdos, a sua arquitectura de conteúdos e sua estratégia de conteúdos que irão ditar como o seu conteúdo se comporta nos motores de busca. O resto assenta na optimização. Mas se a parte do conteúdo não estiver correcta, mais vale esquecer.
Embora ainda haja muito espaço para criticar Google em muitas coisas, essa transição da velha escola SEO para a qualidade de conteúdos é, pelo menos, uma mudança na direção certa. Ontem, os conteúdos já eram rei, hoje são rei de um reino ainda maior!

O SEO está morto, longa vida ao SEO!

As mudanças mencionadas acima originaram muitos artigos e reflexões. Não contamos o número de blog posts, mas têm seguramente havido muitas vozes a dar o SEO como morto, incluindo a minha em alguns cases. A verdade é que o SEO não está morto. Simplesmente amadureceu. Evoluiu para algo melhor, e fundiu-se com outra disciplina. Ainda há uma enorme necessidade de pessoas com conhecimentos profundos em pesquisa, e nas suas íntricacias subjacentes. E ainda há uma enorme necessidade de especialistas para educar profissionais de marketing digital de todos os níveis.
O SEO tornou-se uma parte mais integrada de toda a disciplina de marketing digital. O SEO é sobre marketing de conteúdos, o SEO é sobre a estratégia de conteúdos, o SEO é sobre os média sociais, e acima de tudo o SEO é sobre conteúdos. O SEO já não é só sobre SEO.

É Tudo Sobre Optimização

Sim, tudo gira à volta dos conteúdos! Os mais puristas poderão dizer que conteúdos optimizados para "algo", tal como um motor de busca, já nem sequer é conteúdo "real", ou, na melhor das hipóteses, que parte da sua originalidade se perdeu. Nós não cremos que esta é a maneira correcta de ver as coisas.
Os conteúdos sempre foram optimizados para os canais nos quais foram utilizados. Um autor a escrever histórias no século 19 para jornais levaria claramente em conta as especificidades do seu novo meio de comunicação, em comparação com escrever um romance tradicional. Os cineastas que fazem programas de TV adaptaram, em definitivo, a sua escrita às especificações que um slot de TV em horário nobre permitiria. Editores de texto escrevendo comerciais sempre se adaptaram aos diferentes media com os quais trabalham.
E agora, os editores que escrevem para os média digitais têm que ter em consideração as especificidades dos constrangimentos do SEO como uma parte frundamental desses média.

O Que Significa Isso para a Tecnologia de Conteúdos Digitais e Gestão de conteúdos?

No que toca a tecnologia, à medida que o SEO se focou nos conteúdos, isso também passou a significar que o SEO é uma preocupação mais importante para os trabalhadores de conteúdos, editores e profissionais de marketing. Isso significa que soluções tais como a nossa solução, a plataforma eZ Publish, deve oferecer mais ferramentas específicas de SEO logo à partida, "out of the box". Isso vai ajudar a simplificar e melhorar a eficiência e a eficácia da equipa digital.
O eZ Publish, graças à sua capacidade de costumização e expansão, é e sempre foi uma grande ajuda na implementação adequada de SEO. Durante anos, enquanto que a primeira geração de CMS começou a demonstrar limitações embaraçantes tais como esquemas de URL inadequados, ou como a incapacidade de gerir adequadamente conteúdos para colocar meta-tags e outras palavras-chave, o eZ Publish já oferecia mais. Claro, o eZ Publish não estava sozinho, e alguns dos concorrentes da eZ também foram acompanhando a tendência.
Por todas estas razões, o futuro para os CMSs e para a plataforma eZ Publish passa pela convergência nesta direcção, e na integração de cada vez mais capacidades de SEO no produto principal. Características como a capacidade de pré-visualizar SERPs, determinar como palavras-chave são usadas nos conteúdos, recomendar melhorias e modificações de conteúdos, e usar automaticamente as tags apropriadas para coisas como conteúdos relacionado e micro formato...
Como todas as coisas digitais hoje em dia, o SEO foca-se também muitos em análises métricas e métodos analíticos. Será uma tendência natural o movimento de soluções analíticas especializadas em SEO para soluções analíticas e de optimização globais que, entre outras medidas, abrangerão SEO KPIs e análises métricas.

Criar, Implementar, Optimizar tornou-se na receita mágica para projectos digitais, e o SEO tem um impacto significativo em cada um dos ingredientes!

Load Comments
loading...